MINISTRO DA JUSTIÇA DE ANGOLA RECONHECEU A LEGITIMIDADE DA LUTA DOS CABINDESES

O actual Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, Francisco de Queiroz reconheceu a legitimidade das reivindicações do Povo de Cabinda para a sua soberania numa recente entrevista à Euronews em Lisboa, Portugal.

Francisco de Queiroz ao ser questionado sobre Cabinda, acabou invocando um princípio que dá legitimidade aos Cabindas reclamar a sua independência junto da Nação Protectora, Portugal.

Segundo, Francisco de Queiroz, Angola respeita os limites das fronteiras traçadas na Conferência de Berlim de 1885.

Disse que devido da discontinuidade geográfica de Cabinda com o território de Angola, há círculos que reclamam pela independência em Cabinda.

Como a maior parte dos angolanos convergem na questão de Cabinda acabou recorrendo na táctica usual da desonestidade na falta de argumentos convincentes da pseudo-pertença de Cabinda, dizendo que as manifestações em Cabinda são feitas com recurso à armas de fogo exigindo a sua independência, o que tem levado a polícia agir.

De recordar que, a Conferência de Berlim de 15/11/1884_26/02/1885, definiu Angola como colónia Portuguesa e Cabinda como Protectorado Português.

Não há qualquer ligação de Cabinda à Angola na Conferência de Berlim, senhor Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola.

Originally posted 2019-03-18 19:17:30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *