ONU quer parar guerras na África até 2020

António Guterres na Galeria da Assembléia Geral da ONU / Foto da ONU / Cia Pak

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) adotou em 27 de fevereiro de 2019 uma resolução para interromper todas as guerras na África até 2020.

Chamada “África sem conflito”, esta resolução foi adotada por unanimidade pelo Conselho da ONU. Como resultado, o conselho expressou apoio a iniciativas para encontrar soluções africanas para os problemas africanos “, embora reconheça que a cooperação e parcerias internacionais são necessárias para acelerar o progresso em direção a essa meta continental”, afirmou o relatório. ONU.

Além disso, as Nações Unidas e a União Africana (UA) foram instadas a redobrar seus esforços para coordenar suas ações de maneira complementar em todas as formas de resposta a conflitos, desde prevenção e mediação até recuperação pós-conflito. e desenvolvimento. Isso passa pela manutenção e consolidação da paz.

No entanto, a resolução também acredita que cabe à UA, seus estados membros, seu povo, suas instituições e sua sociedade civil construir uma África livre de conflitos.

CABINDA É UM DOS ÚLTIMOS LUGARES DA ÁFRICA AINDA A SER DESCOLONIZADO.

A OCUPAÇÃO MILITAR E ILEGAL DE ANGOLA DEVE CESSAR IMEDIATAMENTE.

One thought on “ONU quer parar guerras na África até 2020

  1. Eu sou CABINDA e sinto bastante a escravatura que nos é imposta contra a nossa vontade. Usurparam o nosso territorio e fazem dele um mercado de saque, pilhagem de riquezas para alimentar a politica cominista angolana e portugal, tal como outros. O caso de Cabinda é patente mas nos parece que fomos abandonados pela ONU. A revindica do territorio de cabinda nao comecou com Angola, alias os angolanos so conheceram Cabinda quando o colono portugues lhe trouxe nas plantacoes de cafe. Nunca antes sabiam que existe um povo chamado cabinda. No consideramos esta injustiça que o mundo tem estado a permitir por causa dos interesses das riquezas é uma autentica violacao das leis internacionais que voces mesmos legislaram. Um povo é feito refem e sofre impavidamente todo tipo de exclusao social e internacional para reclamar o seu direito. Nos os donos desta terra somos obrigados a imigrar para salvaguardar as nossas vidas. Vos pessais que este povo anda tudo bem? O inimigo usa todas formas maquiavelicas de opreçao para oprimir ou matar qualquer um que proferir o problema de Cabinda porque os safados sabem que nso têm razao alguma para ocupar ou dizer ao mundo que CABINDA é Angola. Nos sabemos que a ONU, UE conhecem o problema de CABINDA e qual tipo de negocio portugal e os demais fizeram para meter este povo neste jogo comercia. Mas se calam porque comem ai e preferem ver um povo com toda razao a viver sobre tantas injustiças.
    Peço a todos lideres que pelo menos uma vez na vida tenha compaixao deste povo e resolvem definitivamente este banho de sangue que nunca se falou. Deus toca nos coracoes destes lideres ja vao muito tempo de escravatura injustiça de todo tipo. Nos devolvem a nossa terra por favor tambem somos pessoas e merecemos a nossa identidade. Nao nos imponhem a aceitar o que nao somos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *